Skip to content

Carlinhos Barros ignora a pandemia e abre licitação de R$ 4,8 milhões para realização do carnaval em Vargem Grande

Na contramão da maioria dos gestores do país, o prefeito de Vargem Grande, Carlinhos Barros (PCdoB) parece decidido a realizar o carnaval, assim como outros eventos diante do novo cenário da pandemia causado pela variante ômicron.

Segundo levantamento feito pela Folha do Maranhão, a gestão de Carlinho Barros abriu uma licitação no valor de R$ 4.873.964,00 para contratar uma empresa que seja especializada na prestação de serviços de organização e realização de eventos para atender as demandas do município.

Sem transparência, a licitação foi aberta no último dia 25 de novembro, porém até a data de hoje, 6, o Portal da Transparência da Prefeitura de Vargem não apresenta detalhes do processo licitatório.

De acordo com o edital, a empresa vencedora terá que fornecer os serviços de sonorização, com palco, iluminação, camarim, banheiros químicos, além da contratação de até 8 bandas nacionais para se apresentarem nos eventos.

Essa não é a primeira vez que o prefeito tenta realizar esse tipo de contrato em meio a pandemia. Em maio deste ano, a gestão de Carlinho Barros abriu um processo licitatório parecido, que tinha como finalidade a contração de uma empresa para realização de eventos no município, porém com o valor bem acima do que está sendo realizado agora.

De acordo com o processo licitatório 32/2021, a valor do contrato seria de até R$ 8.735.027,25, mas após várias criticas devido a situação atual, a prefeitura alegou a calamidade pública por causa da pandemia e resolver cancelar o processo.

A Folha do Maranhão entrou em contato com a prefeitura de Vargem Grande afim de garantir esclarecimento da contratação da empresa e apurar o processo licitatório, além de um posicionamento oficial pela realização do evento, porém até o fechamento desta matéria não obtivemos a resposta.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Doações

2 Comentários

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.