Skip to content

Wellington quer esclarecimentos da Azul e da ANAC sobre mulher com deficiência que foi impedida de embarcar em voo em São Luís

O deputado estadual Wellington do Curso oficiou a Companhia Aérea Azul e a Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, solicitando esclarecimentos sobre o que levou a empresa a impedir o embarque da passageira Irenice Cândido, mulher com deficiência, em voo no aeroporto de São Luís.

Ao justificar a solicitação, o parlamentar destacou o desrespeito que ainda é constante com as pessoas com deficiência e afirmou que cobrará providências da ANAC e do Ministério Público através da Promotoria da defesa da pessoa com deficiência.

“Solicitamos esclarecimentos da Companhia Aérea Azul sobre os motivos pelos quais a passageira Irenice Cândido foi impedida de embarcar em um voo no aeroporto de São Luís. Segundo relatos, a companhia alegou que o problema era a bateria da cadeira de rodas e que a mesma não poderia ser transportada, causando constrangimento à passageira que possui um estado de saúde delicado. No entanto, apesar da negativa da empresa, a cadeira estava em conformidade com os requisitos definidos pela Agência Nacional de Aviação Civil e com as próprias normas contidas no site da companhia área. Diante disso, solicitamos esclarecimentos da empresa e iremos solicitar providências da ANAC e da Promotoria de defesa da pessoa com deficiência. Apesar dos avanços, ainda há graves violações de direitos básicos das pessoas com deficiência e iremos tomar todas as providências a fim de que o dano causado seja reparado”, disse o deputado estadual Wellington do Curso.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.