Skip to content

Sem conseguir vacinar 15% da população, Maranhão libera futebol com público de até 6 mil pessoas

O governo do Maranhão anunciou no final desta terça-feira (11) a liberação de público na final do campeonato maranhense entre Sampaio Corrêa e Moto Clube que acontecerá no domingo às 16h.

A decisão foi tomada após reunião com o secretário de saúde do Maranhão, Carlos Lula, o secretário de esporte e lazer, Rogério Cafeteira e os presidentes dos clubes; Sérgio Frota do Sampaio e Natanael Júnior do Moto, além do presidente da Federação Maranhense de Futebol, Antônio Américo.

Apesar de ter sido anunciada, a liberação de público no jogo de futebol ainda não tem um protocolo sanitário certo a ser seguido. Segundo o Rogério Cafeteira, uma coisa é dada como certa, todas as pessoas que pretendem comparecer ao estádio Castelão, terão que comprovar através de exame feito com até 48h de antecedência que não está infectado com o Covid-19.

Mesmo com essa importa medida, o Maranhão erra em liberar eventos com grandes públicos. Só nos onze primeiros dias de maio foram registradas 307 mortes em decorrência a Covid-19, o que traz uma média aproxima de 27 mortes por dia.

Vale lembrar, que abril foi o mês que mais registrou novos casos da doença no Maranhão, um total de 24.509.

Outro fator que comprova que o Maranhão está errado em liberar público em grandes eventos é a vacinação. Desde o início do ano, 1.437.892 doses foram aplicadas, o que não chega nem 15% da população.

Recentemente, uma ação do Ministério Público em conjunto com a Polícia Militar do Maranhão, fechou uma casa de eventos na Estrada de Ribamar (MA-201) que estava pretendendo realizar uma festa clandestina no local. Diversos produtores, músicos e pessoas que trabalham com evento, reclamam de estarem impossibilitados de trabalhar devidos as restrições impostas pelo governo.

Na última sexta-feira o governo elabora um novo decreto, onde eventos com até 50 pessoas passaram a ser permitidos a partir desta segunda-feira, 10, e os com até 100 pessoas serão liberados a partir do dia 17 deste mês. Porém em uma ação repentina, o próprio governo cria uma crise entre as categorias.

Como vão liberar uns eventos para 100 pessoas e outros para 6 mil.? Com a resposta o governo do Maranhão…

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *