Skip to content

Ministério Público do Maranhão tenta coibir aglomerações no interior, mas “esquece” de São Luís

O Ministério Público Maranhão através de suas promotorias do interior, tem feito um esforço em conjunto com a justiça maranhense, para coibir a realização de grandes eventos que cause aglomerações de pessoas por conta do Covid-19.

O esforço do MP e do TJ é bastante válido, porém, parece que esse tipo de ação não tem efeito ou não chega ser válido na capital do Estado, São Luís.

A maioria das casas de shows e boates vem realizando eventos com o grande número de pessoas sem máscaras em meio a muita aglomeração.

Em São Luís, já existe até divulgação de festas de final de ano, com grandes atrações nacionais e locais confirmados para acontecer. Apesar dos produtores confirmarem que os eventos a ser realizados, estão dentro das normas sanitárias impostas pelas autoridades, todos nos sabemos que na prática, isso quase impossível de acontece.

Até o próprio governo do Maranhão vem realizando eventos no qual convida as pessoas a participarem, exemplo disso, é o show de iluminado da reforma do prédio da Refesa, na Beira Mar, em São Luís. O próprio governador Flávio Dino, já havia confirmado que não faria nenhum tipo de evento que gerasse aglomeração de pessoas.

Não vamos nem abordar as campanhas políticas, que foram marcadas por um show de irregularidades no Maranhão.

Por tanto fica aqui a observação, as medidas desempenhadas pelas autoridades são extrema importância, mas que as mesmas sejam para todos os públicos e locais.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.