Skip to content

Maranhão demorou 5 meses para iniciar a distribuição de absorventes a população

O contrato para compra dos absorventes foi de R$ 3.279.205,44

Anunciado em maio deste ano, só agora o governo do Maranhão através da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) começou a distribuição de absorventes a população.

Segundo apurou a Folha do Maranhão, o anuncio foi pelo secretario de educação, Felipe Camarão (PT), durante uma live com a deputada Tabata Amaral (PSB), autora do projeto que prevê a distribuição de absorventes para a população de baixa renda.

Na última semana, o projeto lei foi da deputada, foi vetado pelo presidente Bolsonaro, com a justificativa que PL não apresentava detalhes de onde sairia o recurso para compra dos absorventes.

No Maranhão, o edital para compra dos absorventes foi iniciado no dia 23 de junho, um mês após o anuncio, onde a assinatura do contrato se deu na data de 24 de agosto.

Segundo uma das cláusulas de contrato, a empresa contratada teria até 30 dias para entrega do material. Sendo assim, o governo do Maranhão estaria de posse dos absorventes desde 24 do mês passado, completando-se até 21 dias de posse dos absorventes.

Segundo o Jornal O Globo, o Maranhão se apressou em fazer a entregar dos absorventes. Ou seja, estavam esperando o momento oportuno para fazer a distribuição. De acordo com o governo do Maranhão, a entrega dos absorventes seria feita assim que as aulas presencias retornarem.

Fica o questionamento, o governo do Maranhão realmente teria interesse na causa ou apenas mais uma política barata para fazer contraponto ao governo Bolsonaro?

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.