Skip to content

CAEMA tenta evitar protestos de moradores após aumentar as contas de água em até 800% na Cidade Operária, em São Luís

Após os moradores da Cidade Operária, em São Luís, ameaçarem a realização de um protesto devido ao aumento de até 800% nas contas do fornecimento de água e esgoto, onde iriam fechar a avenida principal do bairro, a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA), por meio da Coordenadoria Socioambiental da empresa, decidiu marcar uma reunião com os moradores. Assim, o protesto que estava previsto para acontecer na manhã desta segunda-feira, 13, a partir das 6h, foi cancelado até a realização da reunião dos moradores com os representantes da CAEMA.

Por meio de vídeo, o coordenador socioambiental da CAEMA, Marcos Silva, confirmou a realização de uma reunião com os moradores, que será realizada nesta segunda-feira, a partir das 19h, no auditório do 6º Batalhão da Polícia Militar do Maranhão, que fica localizado próximo à Feira da Cidade Operária. De acordo com Marcos Silva, o objeto é solucionar o problema e prestar um serviço com maior eficiência.

Apesar da confirmação da reunião com os representantes da empresa, os moradores da Cidade Operária não descartaram a realização de uma manifestação, e condicionaram que a empresa apresente uma solução para o problema, para evitar os protestos.

Veja o vídeo

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.