Skip to content

Em Rosário, servidor do Procon estaria coagindo funcionários em troca de apoio político

O prefeito do município de Rosário, Calvet Filho, encaminhou através de ofício uma denúncia de que, Emerson Campos Gomes, coordenador do Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon), estaria coagindo funcionários do órgão em troca de apoio político.

O documento foi divulgado pelo próprio prefeito de Rosário, onde demostra que além da busca de apoio político, o servidor estaria cometendo uma série de irregularidades dentro do Procon no município.

Ainda de acordo com o documento, Emerson Campos estaria obrigando os servidores do órgão a comparecer a eventos políticos de um deputado, no qual o nome não é revelado, e levar ainda 10 pessoas consigo.

Levantamento da Folha do Maranhão aponta que, o servidor Emerson Campos Gomes é diretamente ligado ao deputado Duarte Júnior. Em 2020, durante as eleições de municipais, Emerson foi escalado para pedir votos e fazer campanha de Duarte Júnior para o cargo de prefeito em São Luís. Em suas redes sociais é possível perceber diversas fotos ao lado de Duarte, onde ele participa de carreatas e distribui santinhos do deputado.

Além da época de campanha, Emerson Campos diversas outras fotos com Duarte Júnior. Em uma delas, o servidor posta foto jogando bola com o parlamentar, e outra ele parece dentro do gabinete do deputado, o que mostra a ligação próxima que ele tem com Duarte.

Vale ressaltar que o servidor foi nomeado em novembro do ano passado, e, menos de cinco meses, já foi advertido pelo prefeito do município.

Veja um montagem de fotos postada nas redes sociais

Fotos-com-Duarte-1024x1024 Em Rosário, servidor do Procon estaria coagindo funcionários em troca de apoio político

Veja o ofício

Documento Em Rosário, servidor do Procon estaria coagindo funcionários em troca de apoio político

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Doações

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.