Skip to content

MPF instaura inquérito contra ex-diretor do Procon de Rosário (MA)

O procurador regional eleitoral, Hilton Melo resolveu instaurar um Procedimento Preparatório Eleitoral (PPE) contra o ex-diretor do Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão – Procon na cidade Rosário, Emerson Campos Gomes.

Segundo MPF, instauração do procedimento foi com base nas denúncias feita pelo prefeito de Rosário, Calvet Filho, que afirmou que ex-diretor do Procon, estava utilizando a sede do Procon – Unidade Rosário, para realizar reuniões políticas com dirigentes de clubes de futebol, bem como distribuições de “kits esportivos” com o suposto objetivo de angariar votos eleitorais para determinado pré-candidato ao cargo de Deputado, além de supostamente obriga os servidores a participarem de atos de campanha para o mesmo.

Segundo levantamento da Folha do Maranhão, Emerson Campos Gomes é diretamente ligado ao deputado Duarte Júnior. Em 2020, durante as eleições de municipais, Emerson foi escalado para pedir votos e fazer campanha de Duarte Júnior para o cargo de prefeito em São Luís. Em suas redes sociais é possível perceber diversas fotos ao lado de Duarte, onde ele participava de carreatas e distribui santinhos do deputado.

Além da época de campanha, Emerson Campos possui outras fotos com Duarte Júnior. Em uma delas, o servidor posta foto jogando bola com o parlamentar, em outra ele parece dentro do gabinete do deputado, o que mostra a ligação próxima que ele tem com Duarte.

Emerson Gomes foi exonerado do órgão em maio deste ano, logo após a denúncia do prefeito, porém sua exonerado caiu no Diário Oficial do Estado somente no dia 14 de junho.

O Procedimento Preparatório Eleitoral será instaurado para coletar subsídios necessários à atuação do Ministério Público Eleitoral perante a Justiça Eleitoral, visando à propositura de medidas cabíveis em relação aos ilícitos eleitorais de natureza não criminal.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Doações

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.