Skip to content

Exclusivo! Flávio Dino tenta abrir espaço fiscal para realizar novo empréstimo

O governo do estado no Maranhão por meio do secretário adjunto do Tesouro e Contabilidade, Marcello Apolonio Duailibe Barros, pediu arquivamento de três operações de crédito realizadas pelo governo do Maranhão com garantias da União. A medida visa adquirir Espaço Fiscal para realizar novas operações de crédito sem garantias da União.

De acordo com documentos exlusivos obtidas pela Folha do Maranhão, a primeira operação foi junto ao banco New Development Bank – NDB, destinado ao Programa Corredor de Transporte e Integração Sul-Norte do Maranhão – primeira etapa, no valor de US$ 70.800.000,00.

Destinado ao mesmo programa, o governo mandou arquivar a operação de crédito junto a Corporação Andina de Fomento – CAF no US$77.652.000,00.

Por último, arquivou a operação de crédito junto ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola – FIDA, destinada ao financiamento parcial do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável dos Territórios do Baixo Parnaíba, Cocais, Campos e Lagos, Lençóis Maranhenses, Média Mearim e Vale do Itapecuru, do programa Mais Sustentabilidade, no valor de SDR 14.313.000,00.

Com essa manobra, o governo tentar abrir margem fiscal para o Maranhão adquirir novos empréstimos, uma vez que margem fiscal do estado está em R$ 20.887.504,29, se tornando antepenúltimo colocado em relação aos demais estados.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.