Skip to content

Promotoria investiga Júnior Vieira por movimentações financeiras suspeitas

Via Atual7

O Ministério Público do Maranhão abriu procedimento investigatório criminal para apurar movimentações financeiras suspeitas de Valdecy Vieira Júnior, ex-secretário de Segurança Alimentar de São Luís na gestão Eduardo Braide.

A apuração foi instaurada no mês passado, desdobramento de investigação do Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado do MP-MA, o Gaeco, e se concentra também em possível prática de crime praticado por funcionário público.

Por determinação o promotor João Leonardo Sousa Pires Leal, da 30ª PJE (Promotoria de Justiça Especializada) na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, o caso tramita sob sigilo.

Júnior Vieira, como é conhecido o ex-titular da Semsa, é candidato a deputado estadual nas eleições de 2022 pelo PSC. Antes de ser alçado ao cargo, era assessor de gabinete do vereador da capital Gutemberg Araújo (PSC), candidato a vice-governador na chapa de Lahésio Bonfim (PSC) ao Palácio dos Leões.

O ATUAL7 enviou e-mail na segunda-feira (22) para um endereço eletrônico registrado como pertencente a Júnior Vieira –único contato encontrado pela reportagem– em uma ata de registro de preços da empresa Alcance Consultoria Serviços Comércio, que já teve o ex-secretário municipal de Braide como proprietário, mas não houve retorno. A prefeitura de São Luís também não se manifestou a respeito do assunto.

O ex-titular da Semsa também é alvo de procedimento no TCE (Tribunal de Contas do Estado) do Maranhão após a 5ª colocada de uma licitação do programa Peixe na Mesa, aberto no valor de R$ 2,3 milhões, vencer o certame com preço superior quase 100%.

Comentários

Doações

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.