Skip to content

Construtora vira alvo de investigação do Ministério Público Maranhão

O Ministério Público do Maranhão através da Promotoria de Justiça da Comarca de Pindaré-Mirim, abriu uma investigação contra a prefeitura do município de Tufilândia e a empresa Dmais Construções e Empreendimentos Eireli para apurar supostas irregularidades na contratação da empresa.

Segundo apurou a Folha do Maranhão, a empresa foi contrato em 2019 para realizar os serviços de pavimentação asfáltica no município pelo valor de R$ 459.972,30. O contrato que tinha como vigência de apenas oito meses, sofreu dois aditivos, ambos também com o prazo de 8 meses, totalizando 2 anos de contratação.

De acordo com Portal de Transparência do Município de Tufilândia, do valor total do contrato, a empresa Demais Construções recebeu apenas R$ 212.150,22 no ano de 2022.

A empresa Dmais Construções é bastante conhecida entre as prefeituras do Maranhão. Segundo dados do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a empresa possui cerca de R$ 52.053.476,88 em contratos com várias prefeituras. A Dmais Construções também foi alvo de uma auditoria do Controladoria Geral da União (CGU) durante os anos de 2013 e 2014, onde ficou constatado que a empresa não concluiu a obra de reforma de uma escola e a construção de quadra poliesportiva no município de Chapadinha.

A empresa pertenceria ao empresário José Francinete Bento Luna, o Didi do PP, ex-candidato a vereador de São Luís pelo mesmo partido de André Fufuca.

A Folha do Maranhão procurou empresários para prestar os esclarecimentos, porém não foram localizados.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Doações

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.