Skip to content

Braide e empresários não apresentam propostas e greve dos rodoviários continua em São Luís

Na tarde desta sexta-feira (18), Rodoviários e empresários se reuniram mais uma vez, em audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão. O encontro que foi conduzido pelo Desembargador Francisco José Carvalho Neto, Presidente do TRT-MA, também contou com a presença representantes da Prefeitura de São Luís, por meio da SMTT e do Estado, através da MOB.

Após uma semana do último encontro, a audiência não obteve avanços. Os empresários não trouxeram nenhuma outra contraproposta e a Prefeitura de São Luís, mesmo depois de prometer que pensaria em uma solução para o impasse, não apresentou alternativa alguma.

Durante o encontro, o Presidente do TRT-MA, quis entender os motivos que levaram o Município a praticar reajuste de R$ 0,20 centavos nas tarifas, já que encareceu o valor das passagens, mas não conseguiu minimamente, resolver o impasse entre trabalhadores e patrões. Mesmo diante do questionamento, o secretário da SMTT, não deu qualquer explicação.

Percentuais de reajustes para a categoria, foram cogitados durante a audiência pelo Desembargador Francisco José Carvalho Neto e mais uma vez, o SET alegou não ter condições de atender as reivindicações e o Município, por sua vez, afirmou que não teria como apresentar uma outra proposta. Já que não houve conciliação entre as partes, a questão agora segue para a última instância e será encaminhada para julgamento que será realizado pelo próprio TRT-MA.

“Vamos seguir lutando pela garantia dos nossos direitos. É inadmissível o que a patronal e o município estão fazendo com nossa categoria. Os Rodoviários merecem ser respeitados. Nossas reivindicações são legítimas e não abriremos mão, em hipótese alguma, do nosso reajuste salarial”, afirma Marcelo Brito, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Doações

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.