Skip to content

Wellington denuncia que as contas de Araioses estão bloqueadas por falta de prestação de contas da prefeita Luciana Trinta

Durante seu pronunciamento na manhã desta quarta-feira (16), o deputado estadual Wellington do Curso utilizou a tribuna para denunciar as irregularidades nas contas da prefeitura de Araioses. De acordo com o parlamentar, os repasses do governo federal estão bloqueados devido à falta de prestação de contas pelo município de Araioses acerca dos gastos públicos referentes ao FUNDEB, além da falta de informações sobre a aplicação dessas verbas no portal da transparência.

Ao se pronunciar, Wellington lamentou a falta de transparência e de prestação de contas na gestão da prefeita Luciana Trinta e ressaltou que irá fiscalizar a aplicação dos recursos do FUNDEB no município.

“Estivemos em Araioses para ouvir os professores e aproveitamos para fazer algumas solicitações na Prefeitura do município diante da falta de informações no portal da transparência acerca dos recursos federais do FUNDEB. Ao verificar no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação – SIOPE, constatamos que o repasse das verbas federais encontra-se bloqueado devido à falta de prestação de contas pela gestão municipal. Diante disso, estamos tomando as providências cabíveis a fim de que os órgãos responsáveis investiguem a aplicação dos recursos do FUNDEB para identificar o destino dessas verbas que deveriam ser repassadas aos profissionais da educação básica de Araioses. Como deputado estadual, é meu dever fiscalizar a aplicação dos recursos públicos e, por isso, seguirei na luta até que haja transparência nas contas do município de Araioses e que seja feito o rateio de 70% do FUNDEB para os professores como determina a lei”, disse o professor e deputado estadual Wellington do Curso.

Wellington-1-810x1024 Wellington denuncia que as contas de Araioses estão bloqueadas por falta de prestação de contas da prefeita Luciana Trinta

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Doações

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.