Skip to content

No Maranhão, técnicos de enfermagem estariam faturando hora extra com morte de pacientes

O Ministério Público do Maranhão através da 1ª Promotoria de Justiça de Santa Inês, está investigando a denúncia de que técnicos de enfermagem do Hospital Municipal Tomás Martins, estariam faturando hora extra em cima da morte de pacientes.

De acordo com denuncia protocolado através da ouvidoria do MP, alguns técnicos de enfermagem estariam pegando fichas de pacientes que faleceram dentro das enfermarias e UCI’s e colocando nas suas produções como se os mesmos tivessem morrido nas transferências para outras cidades. Gerando assim horas extras e diárias que não foram feitas e lesando os cofres do município.

Como que um técnico de enfermagem que possui 2 empregos (Município de Santa Inês e Macrorregional do Estado) chega a fazer 30 viagens em 1 mês se cada viagem dessa duram em torno de 10 a 15 horas.

Diante do fato, o MP abriu um inquérito civil contra todos os técnicos de enfermagem contratados pelo município de Santa Inês, para verificar a ocorrência de irregularidades e/ou ilegalidades aptas a configurar ato de improbidade administrativa supostamente perpetradas por eles para justificarem o recebimento do pagamento de diárias e horas extras, para posterior ajuizamento de ação civil pública, celebração de termo de ajustamento de conduta.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.