Skip to content

Procon-MA não paga conciliadores que trabalharam durante o “Dívida Zero”

A Folha do Maranhão foi procurada por diversos funcionários contratados pelo Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon) que trabalharam durante o programa “Dívida Zero”, elaborado pelo deputado estadual Duarte Júnior e implantado pelo governo do estado.

De acordo com os cerca de 10 ex-funcionários do órgão, após passarem por um treinamento realizado na unidade do Procon no Shopping da Ilha, todos foram escalados para trabalhar durante o Dívida Zero no Shopping Pátio Norte, em São José de Ribamar. Apesar de prestarem os serviços de conciliadores (pessoas que faziam intermediação entre a empresa e o consumidor) até o final do mês de outubro, os mesmos não receberem os valores prometidos, cerca de R$ 2.400,00.

Em prints enviados a nossa redação, os funcionários chegam a cobram a pessoa que ficou responsável pelo pagamento, que no caso seria uma funcionária do órgão, mas a mesma reconhece a dívida do Procon com essas pessoas, porém a afirmar está esperando outra secretária realizar o pagamento, no caso da Secretária de Comunicação do estado.

Ainda de acordo com relatos dos ex-funcionários, pessoas ligadas ao deputado Duarte Júnior pediam insistentemente para que os mesmos fizessem postagem nas redes sociais marcando o parlamentar, e acreditam que por não fazerem esse tipo de serviço teriam sido desligados do órgão.

Chegando ao segundo mês de atraso no pagamento, os conciliadores que prestaram serviços para órgão já não sabem mais o que fazer, pois não existe nenhum posicionamento concreto por parte do órgão.

A Folha do Maranhão entrou em contato com o Procon a fim de esclarecer a falta de pagamento a esses ex-funcionários, mas até o fechamento desta matéria não obtivemos respostas.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Doações

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.