Skip to content

Emserh admite falhas no processo seletivo e fala em exclusão de candidatos que prestaram informações falsas

A não integração com o banco de dados da Receita Federal permitiu que candidatos realizassem diversas inscrições

Após grande repercussão da denúncia do deputado Wellington do Curso, por conta do processo seletivo do Hospital da Ilha, onde o nome de uma candidata aparecia 9 na lista de aprovados, a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) admitiu falhas no banco de dados e afirmou que fará a exclusão de candidatos que prestaram informações falsas.

Segundo a Emserh, conforme o edital, é vedada a inscrição de candidatos em vários cargos diferentes, porém segundo a própria empresa, o sistema usado por eles não é interligado ao banco de dados da Receita Federal, desta forma não é possível que o sistema exclua automaticamente CPFs fraudados ou repetidos.

Ainda de acordo com Emserh, desde que gerou a lista de classificação, a empresa iniciou a investigação de dados dos suspeitos, com levantamento s de provas e cruzamentos de informações com o banco de dados dos órgãos oficiais, como é de praxe nos processos seletivos realizados pela Emserh.

Por fim, a empresa afirmou que irá excluir do processo seletivos qualquer candidato que preencheu os dados incorretos ou prestou informações inverídicas, assim como está previsto no edital.

Veja a nota na íntegra postada no instagram da empresa

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.