Skip to content

Em ano pré-eleitoral, governo direciona agendamento de cirurgias eletivas para o Procon

O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), vai realizar, nos meses de outubro e novembro, mil procedimentos pelo Programa Mais Cirurgias, em São Luís. Serão procedimentos de histerectomia, transuretral da próstata, retirada de cateter, cirurgia de vesícula e cirurgia de hérnia.

Um fato curioso que chamou atenção de todos que estão precisando deste tipo de serviço é o agendamento. Segundo informações da própria SES, os agendamentos deverão ser feitos pelo Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon).

PROCON e a SES possuem relação ou vínculo de órgãos com finalidade diferentes. Vale ressaltar que cirurgias é um procedimento de saúde, então o processo de agendamento deveria ser realizado pela SES, respeitando todo sistema de hierarquização com demandas reprimidas de pacientes em todo estado do Maranhão aguardando por este procedimento.

Com recursos do SUS, dois pré-candidatos nas próximas eleições, estarão de forma direta dentro do processo de agendamentos das cirurgias, o que pode caracterizar uma espécie de direcionamento, visando a promoção dos controladores deste órgão.

No momento do agendamento, o paciente deverá enviar imagens do documento oficial com foto, Cartão do SUS e encaminhamento médico do SUS para a realização das cirurgias nas especialidades citadas anteriormente. 

Através de uma portaria, o Ministério da Saúde destinou R$ 350 milhões para os estados para realizarem esses procedimentos cirúrgicos. Porém, segundo consultou a Folha do Maranhão, o recurso estava parado e ainda não tinha sido feito os repasses. Na última semana, o ministro Queiroga anunciou a liberação do recurso. Deste valor, o Maranhão irá receber R$ 11.783.712,72.

As consultas pré-cirúrgicas serão realizadas nas policlínicas e os procedimentos no Hospital São Domingos, unidade particular contratada pelo Governo do Estado para a realização de cirurgias especializadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.