Skip to content

Promotoria investiga supostas irregularidades no pagamento de diárias na gestão de Fernanda Gonçalo, em Bacabeira

O Ministério Público do Maranhão, através da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Rosário, está investigando supostas irregularidades no pagamento de diárias de sete servidores pela prefeitura de Bacabeira, durante os anos de 2017 a 2018 na gestão de Fernanda Gonçalo (PMN).

No documento no qual a Folha do Maranhão teve acesso, relata os nomes dos servidores: Adnilde Desterro Cruz, Célio Teixeira Trindade, Fábio Henrique Xavier Brandão, Ivanilde Rego, Jefferson Silva Calvet, Lucas Lindoso e Marisa Duarte Machado.

Recentemente, a promotora Maria Cristina Lima Lobato Murillo enviou ofícios ao Tribunal de Contas do Maranhão (TCE) e a Câmara Municipal de Bacabeira, na tentativa de obter mais informações no pagamento das diárias desses servidores. Além disso, foi pedido também através de ofícios a Procuradoria-Geral de Justiça – PGJ e ao Caop Probidade Administrativa a instauração de um inquérito civil.

Segundo apurou a Folha do Maranhão, alguns dessas pessoas não fazem parte do quadro de servidores da prefeitura de Bacabeira. Por outro lado, algumas ainda estão ativos na folha de pagamento do município. É o caso do Fábio e da Marisa, ambos recebendo salário pelo Fundo Municipal de Saúde do município.

Ainda de acordo com levantamento, a servidora Adnilde Desterro Cruz é nomeada no próprio gabinete da prefeita Fernanda Gonçalo e teria recebido só em 2018, 308 diárias no valor de R$ 160,00 cada uma, sendo 203 diárias pelo gabinete da prefeita e 105 diárias pela Secretaria de Financias do município.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Você poderá fazer comentários logado em seu facebook logo após a matéria.