Skip to content

Após pedido da Procuradoria-Geral Eleitoral, TSE pode cassar o mandato do deputado Duarte Júnior

A Procuradoria-Geral Eleitoral se manifestou pela cassação do mandato e inelegibilidade do deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos) através de um parecer enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pela suposta prática de abuso poder político e de autoridade.

A informações foi divulgada pelo site Atual7 e confirmada pela Folha do Maranhão.

Na manifestação do vice-procurador-geral eleitoral, Renato Brill de Góes, foi pedido que que seja dado provimento ao recurso do Ministério Público Eleitoral contra ao acórdão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA) que, por ampla maioria, entendeu que não ficou comprovado que o suposto uso da estrutura do Procon do Maranhão por Duarte Júnior tenha maculado as eleições de 2018 e influenciado na vitória do parlamentar nas urnas.

Para o Ministério Público Eleitoral no Maranhão, o abuso teria ocorrido por meio de desvirtuação da publicidade institucional da autarquia, inclusive com auxílio de Karen Barros, atualmente novamente presidente do Procon do Maranhão e esposa de Duarte Júnior, com a finalidade de promover a imagem do então candidato.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.