Skip to content

Maranhão dobra o número de leitos exclusivos para Covid-19 este ano

O governo do Maranhão mais que dobrou o número de leitos exclusivos para o combate do Covid-19 no estado. É o que aponta um levantamento feito pela Folha do Maranhão em cima dos dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

No dia 1º de janeiro, o Maranhão tinha exatos 838 leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19. Estes leitos estavam divididos em: leitos de UTI e clínicos. Segundo a classificação da SES, habilitados em São Luís, Imperatriz e outras regiões do estado.

De acordo o levantamento, o boletim epidemiológico do referido dia, São Luís tinha 89 leitos de UTI e 135 leitos clínicos, totalizando 224. No boletim de hoje, dia 19, São Luís passou para 237 leitos de UTI e 493 leitos clínicos, totalizando 730 leitos habilitados somente em São Luís.

Já em Imperatriz, o boletim do dia 1º de janeiro, mostrava que a cidade tinha 32 leitos de UTI com 81 leitos clínicos, totalizando 113 leitos no começo do ano. O boletim de hoje mostra que a cidade possui 72 leitos de UTI e 194 leitos clínicos, chegando ao número de 266 leitos habilitado.

O levantamento aponta que as outras regiões do estado possuíam 148 leitos de UTI e 353 leitos clínicos no começo do ano, com o total de 501 leitos. Porém, no boletim divulgado hoje, o número de leitos de UTI passou para 216 e os números de leitos clínicos chegaram a 474, totalizando 690.

Ao todo, o Maranhão possui hoje 1.686 leitos exclusivos para Covid-19, chegando à evolução de 101%, quando comparado com os 838 leitos do dia 1º de janeiro.

A cidade São Luís foi a que teve maior evolução, onde foram habilitados 148 novos leitos de UTI e 358 leitos clínicos. Em Imperatriz foram habilitados 40 leitos de UTI e 113 leitos clínicos. Já nas outras regiões do governo estadual, foram habilitados 98 leitos de UTI e 121 leitos clínicos.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *