Skip to content

Flávio Dino deve implantar o lockdown noturno em São Luís e Imperatriz

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) deverá anunciar na próxima semana a implantação de um novo lockdown no Maranhão. Segundo fontes do governo, desta vez de uma maneira diferente da implantada no ano passado.

Conforme vem sendo feitas em outras capitais, o lockdown noturno vem sendo a única solução viável impostas por governadores onde o índice de contaminação de Covid-19 tem aumentado.

A proposta consiste em determinação do fechamento do comercio e de serviços não essenciais durante o período da noite adentrando a madrugada. A maioria das capitais estão estabelecendo o horário das 20hrs às 5hrs da manhã. Essa seria uma alternativa do comercio não fechar por completo e diminuir a resistência do isolamento no Maranhão.

Se a proposta for realmente colocada em prática, apenas os serviços essenciais ficariam disponíveis, shoppings e lojas fechariam a partir das 20 horas, restaurantes e lanchonetes operariam em modo delivery.

A medida deve ser anunciada na próxima semana e funcionariam nas cidades de São Luís e Imperatriz, ambas com maiores de números de casos, óbitos e ocupação de leitos médicos no Estado.

Recentemente, a Defensoria Pública do Estado pediu a implantação de lockdown por 14 dias em todo o Maranhão, pedido que foi negado pelo juiz Douglas de Melo Martins. Após a negativa, a DPE já entrou com ação pedindo a implantação do lockdown e mais uma vez justificando o momento que o Maranhão e o país vêm enfrentando.

Hoje, os números da Covid-19 no sistema de saúde do Estado são parecidos ou talvez piores com o mesmo período da primeira vez que foi implantado a medida extrema de isolamento. Porém, o que é justificado pelas autoridades é que o Maranhão está mais empenhando para o enfrentamento do vírus, mais leitos, mais unidades de saúde e preparo dos profissionais, além do fator econômico e social que pesa na hora de tomar uma atitude radical.

Mesmo diante desses fatores, governador Flávio Dino se torna obrigado a agir contra o avanço do vírus do Estado.

No interior do Maranhão, dois prefeitos já decretaram lockdown e a tendência que até a próxima semana mais gestores possam adotar a mesma medida. Os Estados vizinhos ao Maranhão, Piauí e Pará também já adotaram a implantação de medidas extremas para conter o avanço do Covid-19.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

5 Comentários

  1. Nikson Nunes Nikson Nunes

    Vejo que só São Luís e Imperatriz, não resolveriam. Haja vista que as duas tem uma região metropolitana o que poderia causar uma ida das pessoas caso fique aberto…

  2. Nikson Nunes Nikson Nunes

    Vejo que só São Luís e Imperatriz, não resolveriam. Haja vista que as duas tem uma região metropolitana o que poderia causar uma ida das pessoas as cidades vizinhas caso fique aberto…

  3. Ana Amélia Figueiredo Santos Ana Amélia Figueiredo Santos

    Já era tempo,brincaram com a sorte!

  4. George Azevedo George Azevedo

    É muito fácil pra promotor, juiz e defensor público pedir e decretar lockdown, pois todo o mês cai dinheiro em conta, enquanto os profissionais autônomos têm que penar para sobreviver. Pensar em saúde eu concordo, mas tem que ser como um todo. Quem vai ter saúde se está faltando comida na mesa?

  5. João Deca João Deca

    Essa medida draconiana, que já está provado, não funciona, é somente uma jogada política para haver uma decretação de calamidade pública e obrigar o gov. federal e enviar os bilhões como foi da primeira vez.

    Estava indo tudo tão bem aqui…. O governador deve estar sendo pressionado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *