Skip to content

Bancários do Banco do Brasil prometem nova greve para quarta-feira

Em Assembleia Geral realizada na sexta-feira (05/02), via Zoom, os bancários do Banco do Brasil decidiram entrar em estado de greve em todo o país. 

Caso a direção do banco insista em fechar as agências Cohatrac e Reviver, em São Luís, além de unidades em Bacabal, Caxias, Imperatriz, Governador Archer e Santa Quitéria, os bancários poderão deflagrar uma greve nacional com indicativo para o dia 10 de fevereiro.

A categoria exige que o Governo Bolsonaro desista de fechar as agências; recue da decisão de demitir 5 mil funcionários; mantenha as gratificações e comissões dos bancários; e se abstenha de transferir os trabalhadores, de maneira compulsória, para outras cidades.

Para os diretores do SEEB-MA, Dielson Rodrigues e Rodolfo Cutrim, embora a Justiça do Maranhão tenha suspendido o fechamento das agências do Banco do Brasil em todo o país, a decisão ainda não é definitiva.

Por isso, a luta conjunta dos bancários, dos parlamentares e, sobretudo, da população deve continuar, a fim de barrar o desmonte do BB pelo Governo Bolsonaro, que só pensa em privatizar o banco público para beneficiar banqueiros e empresários em detrimento do povo brasileiro.

“Precisamos nos manter firmes e unidos, defendendo o BB, um banco essencial para o desenvolvimento econômico e social do país, ainda mais em meio à pandemia, momento em que o fechamento de agências prejudicará a população, propiciando mais aglomerações e a proliferação da Covid-19. Por isso, contra a reestruturação, contra o desmonte do BB e contra o Governo Bolsonaro: a luta continua” – finalizou Dielson.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Comentários

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.