Skip to content

Desgaste de Carlos Brandão na eleição da FAMEM pode complicar sua campanha em 2022

Alvo de fortes críticas pelo presidente eleito da Famem, Erlanio Xavier (PDT), o vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão (Republicanos) sofreu um grande desgaste desnecessário nas eleições da federação.

Acusado de usar a estrutura do governo do Maranhão para tentar pressionar e eleger o prefeito de Caxias e filiado ao seu partido, Fábio Gentil. Carlos Brandão se indispôs até mesmo com o próprio governo em uma tentativa fracassada de ter alguém seu no comando da federação.

Apoiado por Josimar de Maranhãozinho (PL) e Duarte Júnior (Republicanos), o grupo amargou mais uma derrota em menos de dois meses, uma vez que os mesmos estavam juntos nas eleições municipais de São Luís, quando então candidato Duarte Júnior perdeu para Eduardo Braide do Podemos.

Além de lutar contra esse desgaste, Carlos Brandão terá que reavaliar os seus planos para 2022, afinal, a eleição da FAMEM mostrou que o político também é fraco de articulação e tem um jeito diferente de fazer política.

Na corrida para 2022, o senador Weverton Rocha parece ter saído na frente elegendo um prefeito seu para comandar a federação dos municípios maranhenses.

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *