Skip to content

MPE pede inelegibilidade de Duarte Júnior por 8 anos

O deputado Duarte Júnior (Republicanos) virou alvo de mais uma ação do Ministério Público Eleitoral, desta vez a 3ª Zona Eleitoral de São Luís moveu uma ação de investigação judicial por abuso de poder político, econômico e midiático.

Na prima parte da ação, um procedimento preparatório eleitoral no qual configura que o candidato viria atuando em conjunto com o Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (IBEDEC), para obter indevida visibilidade a sua candidatura, em nítido favorecimento pessoal.

Segundo a promotoria, o instituto estaria promovendo em sua propaganda oficial a imagem e o nome do noticiado, o que foi comprovado a prática de forma reiterada.

A promotoria anexou ao processo diversas imagens no qual o instituto faz propaganda ao então candidato à prefeitura de São Luís, Duarte Júnior.

Em outra parte da investigação, o MPE aponta que Duarte Júnior usou de inserções de TV, em horário nobre para promover a sua imagem com intuito de favorecimento nas eleições 2020.

Duarte Júnior teria contratado junto à TV Mirante, cerca de R$ 58 mil em inserções de TV. Dividas em dois momentos: um no final do mês de dezembro de 2019, onde o candidato aparece em mensagem de final de ano afirmando que “em 2020 vamos fazer diferente”. O segundo momento foi no dia 08 de setembro de 2020, onde Duarte Júnior aparece em comerciais de 30 segundos no horário nobre da TV.

Diante dos fatos apresentados, O Ministério Público Eleitoral pediu a condenação de inelegibilidade de Duarte Júnior por 8 anos, além do pagamento de uma multa no valor de R$ 30.000,00

Veja o documento aqui

Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *