Skip to content

SMTT dá “continuidade” em contrato das paradas de ônibus em São Luís e expõe gestão de Canindé Barros

A Secretaria Municipal de Trânsito em Transporte de São Luís (SMTT) voltou a contratar a empresa Delta Industria e Comercio de Mobiliário Urbano Ltda, para prestação do serviço de construção de abrigos de ônibus (as paradas de ônibus) em São Luís.

Em investigação realizada pelo site Folha do Maranhão, mostra que a empresa foi contratada por licitação, na modalidade registro de preço. Porém a empresa foi a única que apresentou a proposta para realização do serviço.

O contrato com vigência de 1 ano, assinado no dia 1 junho, prevê a criação de 300 paradas de ônibus em São Luís, com um valor unitário de R$ 10.000 cada. Com a soma do valor total, a SMTT vai desembolsar o valor de R$ 3.000.000,00 pela construção das paradas.

Em 2016, a empresa Delta Industria e Comercio de Mobiliário Urbano Ltda, já havia sido contratada pela gestão de Edivaldo Holanda, através da SMTT, também para a realização do mesmo serviço. Segundo o contrato, assinado pelo ex-secretário Canindé Barros, a empresa foi contratada para fornecer a quantidade 325 paradas de ônibus, só que apesar da quantidade ser aproximada com a deste ano, os valores são totalmente diferentes.

O valor pego por cada parada de ônibus em São Luís no ano de 2016 foi de R$ 27.844,75, totalizando o valor de R$ 9.049.545,75 pelas 325 paradas, cerca de 36% mais caro que à atual compra.

Cabe agora uma explicação do atual secretário Israel Pethros Muniz Ribeiro e o ex-secretário Canindé Barros, por que existe essa diferença nos preços praticados pela mesma empresa.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *