Skip to content

Município de São José de Ribamar descumpre decisão judicial

O município de São José de Ribamar vem descumprindo decisão proferida pela 3° Vara do Trabalho de São Luís/MA, há quase dois meses. De acordo com a decisão foi determinado que o município realizasse o repasse do valor de R$1.908.917, para uma conta judicial a fim de garantir o pagamento das verbas rescisórias dos ex funcionários do Instituto UNIR, antigo prestador de serviços do município.

Ainda segundo a decisão, foi estabelecida a pena de multa diária de R$ 300,00 para o instituto a ser pago ao sindicato que representa os trabalhadores. De acordo com as denúncias protocoladas por esses trabalhadores que prestavam serviço ao instituto, até o momento não foi repassado nenhum valor referente aos trabalhos prestados.

O município de São José de Ribamar e o Instituto Unir, romperam o contrato após investigações da Polícia Federal no Rio de Janeiro. De acordo com as investigações, o instituto teria ligação com Mario Peixoto, preso durante a Operação Placebo, e faria parte de um sofisticado esquema de corrupção na área da saúde do Rio de Janeiro.

O Instituto Unir foi contratado ainda na gestão de Luís Fernando e posteriormente mantido na gestão de Eudes Sampaio, quando o então pré-candidato à prefeitura de São José de Ribamar, Tiago Fernandes, era secretário de saúde do município.

Desde o rompimento do contrato, trabalhadores que foram para linha de frente da pandemia do novo coronavírus estão sem receber por pelos os serviços prestados ao instituto. Mesmo com a decisão judicial, o município de São José de Ribamar se nega a pagar essas pessoas que tanto ajudaram o município durante essa pandemia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *