Skip to content

Prefeita França do Macaquinho é cobrada “no meio da rua” em Santa Luzia

A desgastada gestão da prefeita França do Macaquinho sofreu mais uma manifestação por parte dos servidores de Santa Luzia. Com o descumprimento da lei do adicional de periculosidade dos vigias e com o retorno dos precatórios para o tesouro Nacional. Na última sexta-feira (24) a cidade com faixas espalhada nos principais pontos com frases reivindicando o direito que está sendo negado pela atual gestão.

Segundo as faixas espalhadas pela cidade, a prefeita França do Macaquinho está descumprindo a lei do adicional de periculosidade aos vigias do município, pois de acordo com a categoria a maioria estão sem receber. Ainda de acordo com a categoria, o valor R$ 103.000,00 foi aprovado para pagar todos os vigiais, o que não está acontecendo.

De outro lado, faixas fazendo referencias aos precatórios do Fundef de Santa Luzia aos profissionais de educação, que segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Maranhão – SINPROESEMMA – Núcleo de Santa Luzia, os recursos teriam voltados para as contas do governo federal por falta de apresentação do plano de aplicação e demora na utilização dos recursos.

Ainda de acordo com SINPROESEMMA, os recursos estavam depositados há mais de dois anos na instituição financeira oficial.

Segundo umas das faixas, classificou a gestão da prefeita França do Macaquinho com irresponsável, pois ela teria feito questão de devolver os recursos.

Às vésperas de uma eleição, onde a prefeita busca sua reeleição, isso certamente é um tiro no pé, deixar duas importantes classes trabalhistas sem receber o que é de direito.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *