Skip to content

Empresa alvo de operação da PF tem R$ 3,6 milhões em contratos na gestão de Assis Ramos em Imperatriz

Investigação do site Folha do Maranhão, existem pelo menos quatro contratos entre a empresa Pleno Distribuidora e a prefeitura municipal de Imperatriz. A empresa foi alvo da Operação Cobiça Fatal, deflagrada no começo dessa semana em São Luís e entre outros 8 municípios.

Um dos contratos entre a empresa e a Secretária Municipal de Educação de Imperatriz – SEMED, foi fechado dias antes da operação. Com o valor de R$ 225.000,00 para aquisição de termômetros devido a pandemia do novo coronavírus.

Em apenas quatro contratos, a empresa já faturou o valor de R$ 3.663.644,80 em Imperatriz. Dois desses contratos foram fechados este ano, um deles em meio a pandemia do Covid-19.

Segundo documentos de investigações federais, a empresa tem possivelmente envolvimento em grupo especializado em fraudar licitações. Ainda de acordo com o que apurou o site Folha do Maranhão, a empresa pertence a João Antônio Martins Bringel que é irmão do prefeito de Loreto.

Os sigilos fiscais e bancários da empresa e de mais 15 pessoas foram quebrados com autorização da justiça federal.

Tribunal de Contas do Estado do Maranhão

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *