Skip to content

Hospital que custou mais R$ 8 milhões continua fechado em Santa Luzia do Paruá no MA

O site Folha do Maranhão vai apresentar uma serie de hospitais que que foram construídos, mas nunca foram inaugurados pelo governo do Maranhão, é o caso do hospital da cidade Santa Luzia do Paruá, cidade 370 km distante da capital São Luís.

Custando o valor de R$ 8.563.632,88, com previsão para um hospital com 50 leitos, foi finalizado no meio do ano passado, com previsão de entrega para população no mesmo ano, porém finalizou o ano e hospital de fato nunca foi entregue.

Agora em meio a pandemia, com os casos de Covid-19 se alastrando pelo interior do estado, o governador do Maranhão, Flávio Dino, afirmou que vai entregar, mesmo depois de um ano da obra concluída.

Em suas redes sociais, Flávio Dino no dia 15 de maio teria prometido a inauguração do hospital ainda naquela semana, acontece que já passaram quase 15 dias da publicação e o hospital nunca foi entregue.

A cidade que tem cerca de 25 mil habitantes, vive de promessas de um governador que em meio pandemia tem mais de 5 hospitais prontos que nunca foram entregues a população.

Hoje pela manhã, durante coletiva de imprensa, onde ele apresenta dados sobre o enfretamento a pandemia no Maranhão, ele chegou apresentar um gráfico onde mostra mapa de hospitais pelo Maranhão.

Mas em seu gráfico, o Flávio Dino ignora o hospital de Carolina, onde o site Folha do Maranhão denunciou em matéria anterior, onde foram gastos mais de R$ 8 milhões de reais. Hoje o hospital está pronto, porém nunca foi inaugurado.

Mapa dos hospitais estaduais do Maranhão onde o governador ignora o hospital de Carolina

Um comentário

  1. Antonio Santos jornalista e Radialista Antonio Santos jornalista e Radialista

    Lamentável estamos em pandemia mundial e Maranhão na Região do alto turi com hospital fechado. E pessoas da Região toda sofrendo com os desmandos do governo Flávio Dino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *