Skip to content

Durante o lockdown, Grande Ilha de São Luís registrou o dobro de casos e mortes por Covid-19

O site Folha do Maranhão fez uma análise em cima dos dados apresentados pela Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão – SES, sobre o período de extremo isolando nos quatro municípios da grande ilha, São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.

De acordo com o boletim epidemiológico do dia 4 de maio, um dia antes de ser implementado o lockdown na grande ilha. São Luís aparecia com 3.088 casos confirmados e 213 mortes registradas.

Após o período do lockdown, a capital do estado registou um aumento significativo nos casos, subindo para 5.995 casos confirmados e cerca de 402 mortes.

Em São José de Ribamar tínhamos 236 casos confirmados e 9 mortes registradas, após o lockdown os números subiram para 508 casos e um total de 20 mortes.

Na cidade de Paço do Lumiar, outro município que integra a grande ilha, os dados não foram diferentes. Antes, o município registrava cerca de 128 casos e 9 mortes por Covid-19, após a medida extrema de isolamento, o número de casos aumentou para 253 casos e o número de mortes dobrou para 20.

Em Raposa, a cidade triplicou o número de mortes, saltando de 2 para 6, já nos números de casos, o município aumentou de 14 para 34 casos.

Com esses números, os quatro municípios que fazem parte da grande ilha, aumentaram em cerca de 96% os números de novos infectados e 92% nos números de mortes pelo Covid-19.

Segundos especialistas, essa dados ainda não interferem no resultado do lockdown, pois para realmente ficar comprovada a eficácia do isolamento ao extremo, seria necessário cerca de 14 dia (duas semanas), após o fim do lockdown, pois segundos os mesmos, os resultados poderiam aparecer.

Hoje, dia 26 de maio, os quatro municípios da grande ilha registram cerca de 9.108 caos confirmados, com 568 mortes.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *