Skip to content

Jornal Hoje: Mais mortes por falta de respiradores e leitos de UTI no Maranhão

A imprensa nacional passou a reproduzir diariamente casos de pessoas que contraíram o vírus covid-19 e não tem garantias de atendimento nas unidades de saúde do estado. Desta vez, o Jornal Hoje da Rede Globo, abordou mais um caso do caótico sistema de saúde do Maranhão.

De acordo com a reportagem, a mãe da Layse tinha 67 anos e morreu ontem em uma das Unidades de Pronto Atendimento – UPA, segundo a família, ela estava à espera de um leito com um respirador.

“Apesar de precisar de ser entubada, ela não foi entubada porque não tinha respirador e não tinha leito para internar ela, ficando somente no oxigênio” afirmou Layse Viana, filha da vítima.

Em nota, a Secretaria de Estado e Saúde, disse que a paciente Maria da Conceição Penha, chegou a ser encaminha para uma ala, onde haviam respiradores, mas que morreu após duas paradas cardiorrespiratórias.

O Maranhão registrou 856 casos de covid-19 em 24 horas

A reportagem mostrou também, detalhes do quinto dia de lockdown em São Luís, que mesmo com decisão judicial as ruas da periferia de São Luís, estavam com grande circulação de pessoas.

Veja o vídeo completo da reportagem

Imagens Rede Globo – Jornal Hoje

3 Comentários

  1. Gilmar Corrêa fenix Gilmar Corrêa fenix

    Um absurdo!!!
    No Maranhão não é de hoje que contamos com a “sorte”.
    Flavio só tem uma preocupação:
    Candídatar-se ao próximo pleito presidencial…
    Há seis à frente do governo do estado.
    O que sua excelência fez refente à saúde?
    Praticamente nada, porém….neste momento difícil que estamos vivendo…ele tenta salientar preocupação.
    Se de fato estivesse preocupado com à saude do povo….teria honrado às promessas de campanha.
    Agora, tenta alavancar uma possível candidatura…queimando seus adversários!

    • Maria G C Souza Maria G C Souza

      Porque esse governador hipócrita não orienta as pessoas a procurarem atendimento no início dos sintomas e não quando a doença já está altamente adiantada? Ao invés de trancar pessoas em casa, sem comida, sem remédios, sem tratamento médico, que estão suspensos para outras doenças, deveria distribuir as medicações em todas as portas de entrada da saúde: Postos, UPAS e hospitais: Hipermectina, Hidroxocloroquina, Azitromicina, Anticoagulantes, Corticóides e Anti-retrovirais.

  2. Maria G C Souza Maria G C Souza

    Cadê os medicamentos que o Governo Federal mandou? Ele não distribui, deixa as pessoas morrer para para depois jogar a culpa no presidente. Ele não compreende que não chega nem aos pés de Bolsonaro, que vai se reeleger na cabeça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *