Skip to content

Flávio Dino comprou respiradores cerca de 27% mais barato que o governo federal

O governo do Maranhão, através Secretaria de Estado da Saúde (SES), comprou cerca de 68 respiradores de uma empresa de São Paulo, no ultimo dia 19 de março. O contrato foi fechado cerca de uma semana após a Organização Mundial da Saúde (OMS), declarar pandemia, e um dia antes do Maranhão registrar seu primeiro caso de covid-19.

Flávio Dino se antecipou a outros estados e até mesmo ao governo federal, e pagou cerca de R$ 49.500,00, em cada respirador. Valor, até cinco vezes abaixo de mercado atual, e cerca de 27% abaixo do valor pago pelo Ministério da Saúde; que por sua vez, pagou cerca de US$ 13 mil, em cada equipamento.

Como a compra do governo federal, foi feito no final de março, cerca de 10 dias depois de Flávio Dino, o Ministério da Saúde pagou em dólar e tiveram que importar os equipamentos. Se analisarmos a taxa do dólar no final do mês anterior, cada respirador adquirido pelo governo, saiu por um valor aproximado a R$ 68.000,00, acima do valor pago pelo governador do Maranhão.

Mesmo Flávio Dino ter se antecipado a outros gestores, ainda não foi possível a utilização desses equipamentos, uma vez que o governo federal confiscou os 68 respiradores comprados pelo Maranhão.

Esta semana, após uma decisão do Supremo Tribunal Federal – STF, o Ministro Celso de Mello garantiu a entrega desses respiradores ao sistema de saúde do estado. O governo federal, tem um prazo de 48 horas para devolver os respiradores.

O valor total dos 68 respiradores, foi de R$ 3.366.000,00, por intermédio da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares – EMSERH, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *