Skip to content

Não adianta fechar escolas se hospitais continuarem lotados, afirma deputado Yglésio

O deputado estadual Yglésio Moyses usou tribuna da assembleia legislativa para falar do coronavírus, em comparativo do Maranhão com a Itália, Yglésio tentou tranquilizar a população que trazendo dados que possam ajudar a entender melhor a diferenças entres as duas localidades na questão do coronavírus.

Segundo deputado, o vírus tem uma taxa maior de mortalidades no idosos, e mostrou o os números do Maranhão e da Itália, o Maranhão possui cerca de 350 mil idosos, enquanto o país da Itália tem cerca de 9 milhões de pessoas na faixa etária acima de 60 anos. Outro fato abordando por Yglésio, foi área territorial, que na Itália 300 mil km², enquanto no Maranhão é cerca 370 mil km².

Yglésio chegou apresentar um projeto de lei, onde prevê a autorização do governo do estado, na utilização de leitos de UTIs da rede privada no combate ao coronavírus.

“Parece um momento de alarmismo, mas não deve ser. Temos que lembrar que de cada 100 casos do vírus, 85 casos serão resolvidos sem qualquer tipo de ida aos hospitais. Pessoas restabeleceram completamente em suas casas. 10 pessoas desse número precisarão de um leito hospitalar, 5 pessoas precisaram de um leito de UTI, afirmou Yglésio.

Finalizando o seu pronunciamento, o deputado questionou o fechamentos de escolas, mostrando uma foto do ambulatório do Hospital Presidente Dutra, disse que não adianta fechar as escolas se os mais vulneráveis estão dentro de hospitais, para ele, uma decisão completamente equivocada, uma vez que as crianças não estão faixa etária de risco, enquanto os idosos que realmente estão, se aglomeram em hospitais.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *