CRISE NA CAEMA: Após escândalo dos supersalários, Carlos Rogério deve ser exonerado

Deputado Wellington e o secretário Carlos Rogério - Audiência Pública em Santa Inês (MA)

Em meio à crise que se instalou Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA), o secretário Carlos Rogério finalmente vai ser exonerado, após duas semanas de escândalos devido uma lista de supersalários, onde funcionários estariam ganhando salários de até R$ 91.

O deputado Wellington do Curso fez várias denuncias na Assembleia Legislativa do Maranhão, de posse de uma lista com mais de dois mil nomes, o deputado afirmou que é inadmissível pessoas ganhando supersalários que variavam de R$ 30 a 90 mil. Wellington deu entrada em uma representação no Ministério Público do Maranhão, pedindo explicação sobre o caso.

Esse escândalo dos supersalários e uma serie de reclamações referente aos serviços prestados, coloca a companhia em uma situação insustentável, gerando uma grave crise que poderá resultar na privatização da empresa.

Carlos Rogério será substituído por André dos Santos Paula, atual diretor administrativo da companhia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*