Weverton Rocha quer aumentar o fundo eleitoral para R$ 3,8 bilhões

Deputado Federal Weverton Rocha (PDT) — Foto: Biaman Prado

Com informações da Agência Senado

Depois de uma longa sessão na última quarta-feira, Davi Alcolumbre, optou por cancelar a votação do PL 5.029/2019, que altera regras eleitorais. Diante dos apelos em Plenário de senadores de vários partidos, que chegaram a entrar em obstrução.

O senador Weverton Rocha PDT, é relator da proposta que prevê o aumento de R$ 1,8 Bilhão para R$ 3,7 Bilhões, para valer já nas eleições municipais de 2020. Segundo o senador esse dinheiro é para fazer politica

“Quem é contra não use, ah posso usar R$ 1 bilhão, mas não posso usar R$ 3 bilhões.” disse Weverton Rocha

O senador criticou os senadores que usaram o fundo eleitoral e agora tentam votar contra.

A senadora Leila rebateu Weverton, reclamou que o projeto esteve por dez meses na Câmara Federal e que o Senado teria que votá-lo em um dia. A senadora disse que pretendia obstruir e também condenou o aumento do valor previsto para o Fundo Partidário.

— Nós estamos falando de aumentar de R$ 1 bilhão para R$ 3 bilhões — criticou, negando que seria contrária ao uso dos recursos pelos partidos. O PL 5.029/2019 foi aprovado na Câmara dos Deputados há uma semana, mas só foi numerado no Senado nesta quarta-feira, o que fez diversos senadores reclamarem do pouco tempo disponível para analisar o projeto.

Veja o discurso do Senador Weverton Rocha PDT

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*