Skip to content

Sem nenhuma ação significativa, Karen Barros é exonerada do Procon

Ao contrário da gestão de seu namorado, o deputado Duarte Júnior, que foi diretor do Viva e também do Procon, entre o período de 2015 a 2018, Karen Barros é exonerada do Procon sem deixar em sua gestão nenhuma ação significativa.

Duarte fez um importante trabalho na presidência do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) e Viva.

A atuação rendeu-lhe uma grande popularidade pela satisfação dos usuários, sobre os serviços prestados pelo órgão público não só em São Luís, mas em todo Estado do Maranhão.

Em março de 2018, após ele deixar o órgão, foi sucedido pela advogada Karen Barros, para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa.

Karen Barros, já não teve tanto desempenho quanto ao seu mandato. À frente do órgão a quase um ano e meio, ela não conseguiu dar continuidade ao trabalho que era desenvolvido pelo namorado.

Fazendo um comparativo, o órgão deixou de fazer ou diminuiu ações contra postos de combustíveis, faculdades e empresas que desrespeitam o código do consumidor.

Em Abril deste ano, após insatisfação de aliados políticos de Flávio Dino, Karen Barros chegou a ser exonerada, mas como o seu substituto o advogado Carlos Sérgio, não pode assumir o órgão, ela continuo no cargo.

Com a saída de Karen Barros do Procon, quem assume é a advogada Adaltina Queiroga. Karen será secretária adjunta na Educação.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *