Skip to content

Quem é Roberto Veloso? O Juiz que pretende disputar a prefeitura de São Luís

Roberto Carvalho Veloso natural de Teresina é um magistrado brasileiro. Atualmente é o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe)

Veloso foi em Direito pela Universidade Federal do Piauí, cursou e concluiu mestrado e doutorado em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco. Já foi membro da Academia Maranhense de Letras Jurídicas e a coordenação do Curso de Especialização em Direito Eleitoral da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Antes da magistratura federal, Roberto Veloso atuou como promotor de Justiça do Maranhão e juiz dos tribunais regionais eleitorais do Piauí e do Maranhão.

Veloso acredita que o sistema brasileiro, que diz ser garantista, é “perfeito”, mas criou distorções. O réu tem todas as possibilidades de defesa antes da condenação, segundo ele os pobres vão presos rapidamente enquanto os ricos recorrem até a prescrição.

É um crítico ao Projeto de abuso de autoridade. “O apoio demonstrado à magistratura e ao Ministério Público é a prova cabal do equívoco cometido pela Câmara dos Deputados em aprovar medidas de retaliação aos encarregados de apurar e julgar os casos envolvendo corruptos. Emendas do tipo crimes de responsabilidade e crimes por ofensa às prerrogativas de advogados foram rechaçadas pelo povo brasileiro nos protestos”, declarou o presidente Roberto Veloso.

Por ser uma nova opção, Veloso pode enfrentar um problema com isso. Desconhecido da grande maioria da população de São Luís. Talvez se a vinculação da imagem dele ao do ex-juiz federal e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, poderia favorecer o magistrado.

O nome do juiz federal Roberto Veloso foi citado em uma pesquisa eleitoral realizada pelo o Instituto Prever. Onde os entrevistados foram consultados sobre a sua preferência de eleitorado, para a eleição de prefeito de São Luís.

O juiz federal, sem filiação partidária ainda, pode ser objeto de desejos dos partidos, em uma possível disputada eleitoral em 2020.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *